sábado, 26 de janeiro de 2008

Dica de Leitura e Video: A Bússola de Ouro

Mais um livro que chega às telas de Hollywood. Desta vez iremos nos aventurar com Lyra Belacqua, uma garota de 11 anos que mora na Faculdade Jordan, em Londres. Não a Londres que conhecemos, mas sim uma cidade que pertence a outro mundo.

Um mundo onde a alma das pessoas não fica dentro do corpo, ela caminha ao lado de seu dono na forma de um animal que é chamado Daemon (ou Dimon). Existe uma forte ligação entre o humano e seu daemon de tal forma que é considerado uma falta de respeito tocar o daemon de outra pessoa.

Nesse mundo existem bruxas, ciganos, cientistas, ursos polares que são exímios ferreiros, e uma organização dentro da igreja que persegue o chamado : uma substância invisível a olho nu que ao longo dos anos se acumula nas pessoas e parece possuir as respostas para tudo que existe no universo.


Em A Bússola de Ouro, de Philip Pullman (o livro mudou de nome depois do lançamento do filme, antes era chamado A Bússola Dourada), Lyra aventura-se para salvar um amigo que foi seqüestrado.

A menina conta com a ajuda de um instrumento mágico chamado Aletômetro (também conhecido como Bússola Dourada), que é capaz de revelar a verdade sobre todas as coisas àquele que consegue compreendê-la. E contará também com a ajuda de diversos amigos conquistados ao logo do caminho, como a Bruxa Serafina Pekala, o Balonista Lee Scoresbi e o Urso de Armadura Iorek Byrnison.

Este é um dos melhores livros que já li (duas vezes, por sinal) e que sempre estará a minha lista de re-leitura.


O filme é maravilhoso. Conseguiu captar perfeitamente o ambiente e os personagens foram escolhidos a dedo, entre os atores está Nicole Kidman, que vive a Sra. Coulter, a vilã da história.

- Veja o trailer legendado (versão extendida com 6 minutos).
- Leia a ficha técnica.
- Visite o site oficial.

Este é o primeiro livro de uma trilogia. Comentarei sobre os demais títulos nas próximas postagens.

PROFESSOR ABRAHAO RECOMENDA

Você já leu este livro? Já viu o filme? Comente!

2 comentários:

Pablo Michael disse...

Assisti ao filme e não entendi algumas coisas, vou ler o livro pois gostei muito. Ultimamente o Papa condenou esse filme, acho que foi porque ele também não entendeu... Ouvi falar que o livro é mais "anti-católico" que o filme, então creio que ele vai continar sem entender.

Dudulho disse...

Fala mano véio.
Tava aqui no shopping e resolvi abrir seu blog.
Foi legal voce comentar esse livro, pois acho que voce lembra que foi você que me arrou a cópia para ler.

Estou de acordo com seu comentário a respeito da obra de Philip Pulman. Fiquei chocado num primeiro instante quando comecei a ler, já que é um daqueles livros que vai contra aqui que nos estamos acostumados a respeito da Igreja. tolos os que pensam que o primeiro a contestar a igreja foi Dan Brow em seus livros (código de da vinci e anjos e demônios).

Mas o leitor antenado deve saber distinguir o real de ficção, ou nunca aproveita plenamente a leitura.

Voltando ao tópico, espero que o filme esteja a altura do livro. Sempre me preocupo o quanto cortam partes essenciais do roteiro apenas para caber em duas horas de cinema.

Um abraço amigo.