sexta-feira, 6 de março de 2009

Programa tem que ser bonito?

Hoje estive no Banco do Brasil, dei uma olhada rápida nos terminais dos atendentes/gerentes e vi que o sistema é todo em MODO TEXTO. Sim, isso mesmo! Nada de botões, ícones, caixas de texto, etc. Somente a boa e velha tela preta com caracteres por todos os lados.

Quem trabalha com Linux (principalmente em servidores) está perfeitamente acostumado a usar programas dessa maneira, mas me pergunto: e os usuários leigos? Na era do Windows Vista e do Mac OS que esbanjam beleza, o visual é realmente importante?


Para mim, como usuário, acho importante que a aplicação apresente um conforto visual. Quando faço o teste de um programa, considero sempre VISUAL X FUNCIONALIDADE. Confesso que muitas vezes fico com o bonito mesmo que tenha menos funções.

Por outro lado, no ponto de vista de uma EMPRESA, o importante é que o programa atenda às necessidades, independente da linguagem usada ou que o visual seja aquele básico do Delphi 5, Visual Basic 6 ou até modo texto.


Já pude constatar isso em algumas empresas aqui da cidade, e até mesmo na que eu trabalhava até pouco tempo. Lá tínhamos alguns programas de contabilidade ainda em DOS, assim como um programa de integração de dados comprado há alguns meses que foi feito em CLIPPER.

O que você pensa sobre o assunto? Comente!

3 comentários:

Josenilson Djou disse...

No meu ponto de vista, o visual é fundamental; pois passa a imagem de organização e ainda, proporciona um resultado bacana pra quem está usando o programa. Lá na Lanchonete Milk Shake o programa é em versão DOS, eu acho horrível, mas não sei se existe uma versão para Windows com as mesmas funções; caso exista: "Eu quero uma".

Marco disse...

Bem , como programador , me preocupo mais com segurança e veracidade da informações, de nada vale um software bonito e que simplesmente não calcula, grava ou exibe os dados corretamente.

Mas após o software estar consolidado nesses quesitos acima, claro que é importante ter uma boa qualidade visual.

Atualmente, no projeto que trabalho, só falto sair na tapa defendedo o lado do software que realmente importa, enquanto alguns mandam eu parar o desenvolvimento de um módulo pra colocar ícones mais bonitos, cores diferentes, etc.

Resumindo como eu disse nesse texto todo, o software tem que fazer bem o que se proprõe.

Diogo disse...

Bem, como programador², vejo que o visual é sim uma boa forma de atração para os clientes...

Mas por outro lado se um software não faz o que se precisa, acaba sendo inutil.

Hoje em dia no meu trabalho prezamos pela eficiencia do software, mas também visamos sim um bom visual.