quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

O que posso fazer com um tablet?

Os tablets são a nova moda entre aqueles que gostam de tecnologia. Em muitos casos tem substituído o notebook ou o netbook. Mas será que dá mesmo para deixar o teclado em casa e andar por ai só com a tela?


Eu ainda não tenho um tablet. Estou pensando em comprar um e por isso tenho pesquisado quais os benefícios que um aparelho desses traria para mim no dia-a-dia.

Neste post comentarei algumas tarefas que seriam facilitadas com o uso do tablet e outras que, na minha opinião, ainda necessitam ser feitas no note/netbook.

LEITURA DE TEXTOS ( TABLET ) - Eu gosto de ler antes de dormir, e como não tenho luminária preciso deixar a luz acessa, o que incomoda a mim (pois tenho que levantar pra apagar) e à minha esposa, que geralmente dorme antes de mim. Tenho usado o celular para ler arquivos de texto, mas com a tela de tamanho reduzido a experiência não é tão agradável. O netbook precisa ficar aberto e a posição incomoda, então acredito que com o tablet a leitura seria perfeita.

NAVEGAÇÃO CASUAL NA INTERNET ( TABLET ) - pra ler o email, twitter, facebook, youtubem etc., vale a pena usar o tablet.

NAVEGAÇÃO MAIS DEMORADA NA INTERNET ( NOTEBOOK ) - quando é preciso preencher formulários, responder emails, postar fotos nas redes sociais, ou seja, produzir conteúdo, eu prefiro usar o notebook. Acho mais confortável usar o mouse e o teclado.

PRODUÇÃO DE TEXTOS ( NOTEBOOK ) - É bem verdade que existem teclados USB em miniatura que podem ser carregados junto com a capa do tablet, mas imagino que seja muito desconfortável produzir textos neste equipamento. Também não sei em qual nível de evolução estão os editores de textos para tablets. Será que já possuem corretor ortográfico? Dá pra fazer referências bibliográficas, numeração de páginas, sumário automático, etc? Talvez com aplicativos web tipo o Google Docs a produção seja mais tranquila, mas por enquanto prefiro continuar com o Microsoft Word ou o LibreOffice.

JOGOS CASUAIS ( TABLET ) - o uso da tela sensível ao toque traz novas possibilidades para os jogos.

JOGOS MAIS ELABORADOS ( NOTEBOOK ) - o processador do notebook em geral é melhor que dos tablets (claro que já estão saindo tablets turbinados), mas eu não consigo acostumar com a falta de botões para apertar. Prefiro usar o teclado no note ou mesmo plugar um joystick para melhor aproveitar os jogos.

GERENCIAMENTO DE TAREFAS ( TABLET ) - Costumo usar o celular para anotar meus compromissos, despesas, etc. Acredito que a tela maior e programas mais elaborados me ajudariam a me organizar ainda melhor.


QUAL COMPRAR? - Se eu não tivesse nenhum aparelho e fosse comprar um, eu escolheria o NETBOOK, pois tem hd maior, memória maior, mais portas usb, várias opções de sistemas operacionais e periféricos, infinitos programas, não é tão pesado e custa praticamente o mesmo que um tablet. Só compraria o tablet se eu já tivesse um netbook.

Essas são minhas primeiras considerações. Quando eu adquirir um tablet talvez passe a ver por outro ângulo. Aguardemos... =)

Um comentário:

PerAnkh disse...

Fala Abrahão...
Antes de mais nada, Parabéns Papai.

Com relação à essa disputa tão comum à evolução, a constante briga sobre o que é "velho" (netbook é velho???) e o "novo", tenho algumas colocações...
Acabo de adquirir um tablet. Devo receber nos próximos dias. Estive, assim como você, me perguntando sobre se valia a pena pegar um tablet, já que tenho um notebook.
Depois de pensar bem entendi que os dois tem nichos diferentes. Nem se pode comparar de maneira justa qual é o melhor.
Também, assim como você, pesei os prós de um tablet e vi que era hora.
Você sabe que tenho um vício por leitura e já a anos eu leio antes de dormir usando o celular. Por isso meus celulares/smartphones sempre tiveram tela grande. Então, o primordial motivo foi esse, a leitura.
Além da leitura, o acesso á Internet sem ter que dar boot em um computador toda vez que quiser ver e-mails ou um endereço na Internet. Então, disponibilidade é o segundo ponto.
Ter uma cópia de contatos e anotações sempre comigo, já que costumo sincronizar essas informações na Internet e ler meus Feeds, até como backup, é um terceiro ponto.
Assistir videos baixados da Internet ou mostrar a amigos algum vídeo divertido, sem precisar ligar o Note é muito bom.
Essas e outras funções complementam o primordial pra mim.
Agora, vamos aos "add-ons".
A produção textual vai sempre depender de um bom teclado e de um bom aplicativo. Por isso, levei em conta a aquisição de um tablet da ASUS, um Transformer, que possui como acessório uma dock, que aumenta a bateria para 16 horas e tem um teclado próprio, junto com um touchpad. Já os aplicativos, como você disse, ainda não estão similares às suítes que temos hoje, mas o Google Docs e o OfficeLive ainda chegam lá.
Com relação aos jogos, sugiro procurar um tablet dual core, de pelo menos 1Ghz. Fiquei impressionado com emuladores rodando nesses tablets, inclusive com joysticks de PS3 plugados na USB. Também é interessante uma saída HDMI.
Os professores da UERN tem comprado IPADs, mas creio que isso é porque seja modismo. De um forma geral, o IPAD é bom pra que não sabe ou não quer ter que mexer com configurações específicas. Eu, no entanto, prefiro Androids. O Samsung Galaxy Tab 10.1, o Asus Transformer, o Motorola Xoom.
Pra quem não precisa de muitas funções, pode ver o artigo do site Mochileiro Digital, que tem um comparativo de tablet vendidos no Brasil (http://www.mochileirodigital.com.br/reviews/tablets/comparativo-de-tablets).
Espero ter ajudado.